terça-feira, 17 de novembro de 2009

Twilight - Crepusculo




Mais um filme que me passou completamente ao lado. Não me afectou minimamente a euforia em torno do filme, nem dos livros, nada! Acho que a simples palavra "VAMPIROS" me tirou a vontade toda.




Ok, isso foi antes de me contarem a história e de VER a película. Quando li o livro então, rendi-me!





Tirando aqueles 3 velhacos que por lá aparecem a fazer das deles, não há cá dentinhos afiados, nem pescoços atacados. A história é outra. Estes dois têm uma química no ecran que não dá para explicar. Basta olhar para eles... Nunca pensei identificar-me tanto com uma personagem, com os mesmo receios, as mesmas dúvidas...



"Em três pontos, eu estava absolutamente segura. Em primeiro lugar, Edward era um vampiro. Em segundo lugar, uma parte dele (e eu não sabia qual era o poder dessa parte) ansiava pelo meu sangue. Por fim, em terceiro lugar, eu estava incondicionalmente e irrevogavelmente apaixonada por ele."


"Estava absolutamente ciente de que o meu mundo e o dele eram pólos que não se tocavam. "

"- É melhor que não sejamos amigos - explicou - Confia em mim.

Semicerrei os olhos. Já ouvira aquelas palavras antes.

- É pena que não tenhas percebido isso antes..."

"Depois tentei concentrar-me no jantar, mas a minha cabeça dava voltas, tentando analisar cada palavra que Edward proferira naquele dia. O que queria ele dizer quando afirmou que era melhor se não fôssemos amigos? (...) Bem, não havia problema. Eu podia deixá-lo em paz. Eu iria deixá-lo em paz."

Stephanie Meyer, in Twilight

3 comentários:

Sissa disse...

Pois é, minha amiga, agora entendes-me :)

MB disse...

Os livros são mesmo muito bons.
Também gosto da banda sonora.
Gosto de ambas as coisa.

Bjos

_cinderella_17 disse...

A história de Vampiros mais humana de sempre! :) Simplesmente viciante!

bjinho